Coronavirus - Covid-19

Eu sou o Coronavírus

  Quer saber os meus desejos?

   

 

 

Sou o Coronavírus, a minha família existe a milhares de anos e por todos os tempos existimos num contínuo ininterrupto. Chegamos bem antes dos humanos e não temos previsão de sermos extintos. Somos especialistas em adaptação, por isso mutamos frequentemente. Nós vírus, juntos com bactérias e parasitas formamos um grupo que especializa em causar doença.

Nós do grupo “vírus” somos como sequestradores especializados.  Invadimos células vivas normais e usamos essas células para se multiplicar e produzir outros vírus como nós mesmos.

No caso das bactérias os humanos desenvolveram antibióticos para combate, no caso de parasitas, agentes antiparasitários como Ivermectina, mas no meu caso – e diferente, atacamos e podemos hibernar por muito tempo e depois reaparecermos. Isto ilustrado pelos meus primos do vírus do herpes, incluindo herpes I, herpes II e herpes zoster. As viroses do herpes são conhecidas por ficarem dormentes por semanas, meses ou anos e reaparecerem. Meus outros primos, as viroses da gripe mutam constantemente e os humanos corem para fazer vacinas para nos controlar, tanto que tem uma nova a cada ano, mas não conseguem nos erradicar.

Nós somos diferentes. As bactérias são mortas com antibióticos. Os parasitas são mortos com os antiparasitários. Minha família não, somos referenciados e medidos baseados na nossa “carga viral” – ou seja, quantos de nós tem para infiltramos e reproduzimos dentro das suas células. Eu e a minha família temos orgulho de atacar sistemas imunes fracos. Humanos são prioridade pois não concordam coletivamente em como tomar ações para impedir nossa entrada no corpo, deixando a mim várias opções para infiltrar o corpo. Somos extremamente adaptáveis, aprendemos a ser pois tivemos milhares de anos para nos desenvolver.

Ah, mas querem saber a minha lista de desejos? É simples:

Desejo que os seres humanos se descuidem e se cansem (como vem fazendo) de estar em modo pandemia, pois quando isso acontece eles ajudam imensamente a nossa replicação e mutação, e assim ficarmos mais transmissíveis e virulentos. Nos fortalecemos coletivamente quando temos a oportunidade de aumentar a nossa transmissão, pois temos maiores oportunidades de mutação e quantidade de carga viral. Isso não quer dizer necessariamente que ficamos mais letais, mas quer dizer que podemos evoluir e nos esconder no corpo e reaparecer alguma data futura, para causar danos nos órgãos e tecidos mais fragilizados pelo sistema imune.

Quando os seres humanos não usam máscaras, não lavam as mãos de forma contínua, não usam álcool gel, não tomam vacinas ou não fortalecem de forma adequada o seu sistema imune, nós adoramos e agradecemos, pois conseguimos achar as brechas para entrar no corpo humano.

Se os humanos acham que “ok, já tive Covid, não foi tão ruim, estou protegido” estão muito enganados. Não há estudos ainda que mostram os efeitos de longo termo de ter Covid-19 no corpo, especialmente a Omicron, que pode potencialmente ficar dormente e se manifestar futuramente e causar danos ao corpo humano.

Nós achamos mais células para invadir quando o humano tem co-morbidades, quando o humano não tem ótima higiene, e quando o humano está com sistema imune debilitado. Se uma pessoa e susceptível ao vírus da gripe, vira alvo. Podemos até nos agregar ao vírus da gripe, tal como a nova cepa da h3n2 e juntos causar ainda mais danos.

O que os humanos podem fazer para prevenir que nós os infectamos?

Não deixar que entramos no seu corpo. Torcemos que não façam isso pois estamos no caminho certo como um vírus, crescendo exponencialmente no mundo todo, batendo recordes de infecção diariamente no planeta.

Como fazer isso?

  1. Usar máscaras, sempre, em ambientes fechados e abertos. Vários estudos recentes mostram que um espirro capaz de nos transmitir viaja uma distância de até 4 metros ou mais. A melhor prevenção e o uso de máscaras N-95 descartável (descarte a cada 4-6 horas de uso) junto com uma máscara cirúrgica de tripla proteção descartável (descarte a cada 2 horas de uso contínuo) por cima. Uma máscara usada abaixo do nariz não tem valor algum, é uma piada, e os humanos fazem isso de rotina, que nos ajudam ainda mais serem contaminados.

  2. Áreas de Acesso ao corpo. Olhos, nariz e boca. ... separando a máscara do rosto e pondo ela de volta com o elástico é o suficiente para entrada do vírus no sistema respiratório. Tocar em algo contaminado e pôr a mão nos olhos ou boca, igualmente.

  3. Vacina. Vacina é uma ajuda essencial para prevenir doença grave, internação e óbito. Não necessariamente evitar transmissão ou contágio (é só ver a disseminação do Omicron em países com a maioria da população já vacinada). Em populações com números de vacinados com efeito rebanho o Omicron se espalha com facilidade. Isso porque já aprendemos como passar pela barreira de anticorpos neutralizantes.

  4. Antivirais e fortalecimento do sistema imune. A mais importante linha de proteção juntamente com as vacinas. A vacina cria uma barreira que dificulta a entrada do vírus; fortalecer o sistema imune cria outra barreira (talvez a mais eficaz) para a entrada de vírus. Vale lembrar que mesmo se já foi infectado anteriormente, um sistema imune forte pode prevenir que o vírus volte a se manifestar (como acontece com as viroses do herpes).

  5. Lavar as mãos. Fundamental e não precisa de muita explicação. Lavar as mãos constantemente com sabão e água profundamente previne a transmissão de tudo que é micro-organismo. Claro que se depois de lavar entra em contato direto com um vírus a transmissão pode ocorrer, então álcool gel é fundamental também.

  6. Álcool gel. Erre na precaução invés da remediação. Álcool etílico 70% e álcool gel 70% matam vírus no contato. Use sempre. Cada vez que entrar e sair do seu carro, cada vez que põe a mão na parte externa da sua máscara, cada vez que põe a sua mão em um corrimão ou escada rolante, maçaneta de porta, equipamento de academia, botão de andar de elevador etc. se em dúvida, use álcool gel!

  7. Deixe superfícies limpas com álcool etílico 70%; isso inclui não só as superfícies como mesas, granitos, porcelanas etc., mas também pacotes, caixas e produtos adquiridos no supermercado. Mais uma vez, nos vírus adoramos quando os humanos descuidam e esquecem do básico.

  8. Distanciamento social – A transmissão mais fácil acontece de um humano infectado ou transmissor a outro sendo que a transmissão é feita por gotículas: 

  • Em lugares abertos: 2 metros

  • Em lugares fechados: 3-4 metros

  • Manobristas em estacionamentos: Não entregue seu carro a manobristas por ora, estacione você mesmo.

  • Consultórios médicos/odontológicos: O mais afastado possível de outros pacientes, especialmente se não tiver janelas abertas e o ar-condicionado ligado. Se tiver fileiras de cadeiras, opte pela fileira traseira, com as suas costas para a parede e os outros pacientes a sua frente 

 

Bom senso – é só ver o que acontece na transmissão em Cruzeiros, cujos navios contêm ambientes fechados e circulação de ar coletiva. O mesmo em aviões e aeroportos. Não precisamos ser gênios, só mesmo usar o bom senso. O pensamento que as novas mutações da Covid-19 são mais fracas e menos letais só funciona se você não for a pessoa que vem a óbito ou acaba com um vírus que será seu parceiro a vida toda.

Qualquer vírus, bactéria ou parasita que invade o corpo, e, portanto, abaixa a capacidade do nosso sistema imune de proteger o nosso corpo diminui a nossa capacidade de nos defender de outros viroses. As viroses continuam se desenvolvendo e melhorando a maneira de nos achar e criar doença, seja ela temporária ou permanente.

 

QUER MESMO VER O QUE A SORTE TE TRAZ? é isso que o vírus mais quer de você, descuido e falta de fortalecimento do seu sistema imune..... se cuide!!!

“Todas as riquezas do mundo se ajoelham diante doença. Cuide de sua saúde, invista em longevidade e prevenção. Otimize seu corpo e mente e fortaleça o seu sistema imune”

© Prof. Dr. Mestre Sammy Paryzer, PhD – Neurocientista, Homeopata, Quiropraxista, Psicoterapeuta holístico, Líder mundial em Bioressonância Quântica Integrativa e Preventiva. O Dr. Sammy não prática medicina alopática. Para diagnostico procure um médico. Todos os direitos reservados. Este artigo não pode ser reproduzido de forma alguma sem a permissão por escrito do autor (e-mail:  sammy@drsammy.com.br).

omicron image.jfif